Se você assim como eu é precoce em todas as fases da vida, já passou por isso desde cedo. Subjugada por homens principalmente os que nos desejam.

É imoral todas as circunstâncias que envolvem a primeira vez que escutei um, “é novinha, mas… já fode”, de um vizinho casado tarado. Ele me “passou” e buliu comigo das formas mais descaradas possíveis. Em conversa com outro vizinho, comentou enquanto eu passava, “é novinha, mas.. já fode”. Fiquei puta mas ao mesmo tempo deu tesão a voz grossa e olhar safado me fuzilando… Meses depois fiz loucuras com esse homem na cama.

Os flertes descarados com machos comprometidos ou não, e até da família em datas comemorativas, já era/é frequente. Fora as situações loucas que me envolvi. Tenho até vergonha de algumas. Tudo isso me forçou a assumir a safada precoce que sou, mas antes, por anos, foi um martírio… Vivi em constante aflição mas mais tarde entendi que evitar/proibir só aumenta o tesão e a busca… Era uma semana comportada e a outra louca, exalando tensão sexual!

Dizem que a fêmea solta feromônio quando está no cio e atrai o macho, eu acredito nisso pois é a única explicação pro bando de safadeza precoce que faço com tantos homens. A sede que eles chegam também colabora. Me dominam, contorcem, sugam… como vampiros famintos por sangue… chego fico anestesiada… os melhores me deixam numa tremedeira jorrando feito cachoeira. Já soltei alguns “Eu te Amo” numa dessas kkk.

Me empolguei e o tesão bateu Vou contar uma dessas situações absurdas que passei. De quando o vizinho tarado me convenceu a “me mostrar mais”. Eu curiosa e exibida por natureza adorei e fiquei nessa “brincadeira” por quase 1 ano… Era diferente de tudo o que já tinha feito e a primeira vez com um homem experiente daquela idade.

Ele me dava calcinha, vestidos, saias, batons… tudo vulgar. Pedia fotos e lançava “desafios” como andar quase pelada, em horários noturnos, na frente de casa (na vila onde morava). E em toda oportunidade à sós comigo, me botava de joelhos falando as coisas mais absurdas enquanto eu fazia oral. Me dominava pelo rosto, cabelo e pescoço… mandava eu me tocar enquanto mamava… Era tão bom que eu tinha orgasmos intensos só nisso.

Pra quem já leu meus relatos anteriores já deve imaginar o quanto me viciei nessa adrenalina e só parei quando me meti numa situação mais cabulosa ainda… com o namorado mais velho de uma prima, que assim como o vizinho, era louco por mim e me tarava até nos eventos da família, mas isso eu conto outro dia.

Bjs, Flor.

Related Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *